Acordes de violão
Compartilhe!

Como aprender a tocar violão: guia para iniciantes

Você tem um sonho… aprender violão. Tocar suas músicas preferidas e cantar, talvez. Mas não sabe como começar. É difícil? Quanto tempo demora? Posso aprender em casa, sozinho? Aqui estão as respostas.

Em primeiro lugar, uma sugestão… experimentar. Uma vez ofereci algo de comer a um amigo e ele respondeu: “não gosto”. Curioso, perguntei se já havia comido aquilo (era chucrute, comida alemã). Ele disse que não, nunca havia comido… E como será que ele sabia que “não gostava”?

A mesma coisa aplica-se em aprender a tocar violão. Se você nunca experimentar… vai passar o resto da vida sem saber se gosta ou não.

Como se aprende a tocar violão

Acorde A - lá maiorViolão popular – Esta é a maneira mais comum de aprender. E mais largamente procurada. Consiste em aprender o acompanhamento. Você aprende os primeiros ritmos e acordes (posições, como se dizia antigamente). É possível aprender a tocar as primeiras músicas em pouco tempo. É mais fácil de aprender sem aulas presenciais.

Veja na imagem à esquerda um exemplo de acorde. É basicamente isso que se aprende no violão popular. Fazer as posições (acordes) para acompanhar a música. Os primeiros acordes são relativamente fáceis de se aprender.

Violão clássico – Este já é um estudo mais aprofundado. E mais demorado também. O estudante deverá aprender a ler partituras. É possível aprender sem um professor, mas a possibilidade de sucesso seria pequena. Neste caso, é recomendável procurar uma boa escola ou professor particular.

Vamos falar aqui então, sobre como aprender a tocar violão popular.

Como aprender violão popular

Nos dia de hoje, com as toneladas de informação na internet, é fácil encontrar dicas, aulas grátis, vídeos e tudo mais. Com toda a certeza, muitas pessoas tentam aprender apenas “catando” informações aqui e ali. Mas não é recomendável.

Porque o iniciante acaba guiando-se pela intuição e acaba aprendendo algo errado, ou tentando fazer algo mais avançado antes do básico (muito prejudicial). E por fim… perdendo tempo.

Por outro lado, existem cursos e mais cursos. Online, para baixar, em DVD… e muito mais.

E – é claro – aulas presenciais.

Acredito que seja um pensamento quase unânime o de que estudar com aulas presenciais seria o ideal. Mas fico relutante em concordar. Apesar de ter dado aulas presenciais por muito tempo. Por isso eu sei os dois lados da coisa.

Acredito que a única vantagem das aulas presenciais é o fato do professor verificar o que você está fazendo e corrigir. Isso não é possível (até certo ponto) com cursos online e para baixar. A menos que sejam aulas ao vivo.

De resto, quando você tem à sua disposição uma série de vídeos com um curso, a vantagem é clara. Você pode ver o mesmo vídeo, ou um trecho, quantas vezes quiser. Tente fazer isso com um professor… complicado.

E os dois juntos? Vídeos mais um professor?

Pois é… acho que aqueles que dão aulas presenciais deveriam pensar nisso. Os professores e escolas poderiam ter suas aulas gravadas em vídeo, para que os alunos pudessem tirar dúvidas em casa. Seria uma “mão na roda” para os alunos. E talvez alguém já esteja fazendo isso.

Para concluir esta parte, eu recomendo:

  1. Fazer um curso – Por mais que você possa obter material grátis aqui e ali, é melhor adquirir um curso, que lhe dará o direcionamento necessário para aprender corretamente e no menor tempo possível.
  2. Estudar em casa – Você gasta muito menos e tem o curso à sua disposição quando quiser.
  3. Comprar um violão – Parece óbvio, e é mesmo. Mas já vi muita gente tentar estudar com o violão emprestado de alguém. E termina não tendo o violão disponível para seguir em frente. E já que vai comprar, não compre o pior violão possível, só porque está começando. É possível encontrar um bom violão a um preço razoável.
  4. Fazer um compromisso – Se você não for firme em seu propósito de aprender violão, jamais vai tocar coisa alguma. Faça um plano de estudo e mantenha-se firme nele. Saber como fazer não basta.
  5. Experimente – Ficar estudando 2 anos para saber que não gosta é besteira. Encare firme o aprendizado por – pelo menos – 3 meses, estudando com assiduidade (pelos menos 4 dias por semana, meia hora por dia), para realmente saber como é. Se ao final deste tempo você perceber que não está gostando, ou que algo não vai bem, pare para pensar e decida se vale a pena continuar.

“O curso de violão para iniciantes do Bruno me deu uma base sólida para seguir em frente, tocar melhor e formar minha própria banda…”

O que você precisa aprender para tocar as primeiras músicas no violão

A tendência de quase todas as pessoas, para aprender a tocar, é a imitação. E não está completamente errado. Você vê aquele cara no Youtube, tocando pra caramba… e tenta fazer igual. É aquele negócio.. “como é que ele faz isso…?”.

O único problema é quando você não consegue. Você fica frustrado. E acaba achando que “não dá para a coisa”.

Por isso é que eu sempre ensinei e continuo ensinando um tópico isolado por vez. É a maneira mais simples e rápida de chegar a um bom resultado e aprender a tocar sem frustrar-se. Veja como é:

  • Primeiro passo – Aprender a afinar o violão. Para tocar desde o início acostumando-se com o som correto das cordas.
  • Segundo passo – Aprender tocar um ou dois ritmos simples, e nesta fase tocar apenas o ritmo, sem os acordes.
  • Terceiro passo – Aprender dois acordes e praticar a mudança entre eles, sem tocar o ritmo.
  • Quarto passo – Aprender mais um acorde e praticar a mudança entre os 3 acordes aprendidos, ainda sem tocar o ritmo.
  • Quinto passo – Tocar violão. Ueba! Agora sim, tocar os 3 acordes aprendidos, alternando os 2 ritmos aprendidos.

Quando você souber os 3 primeiros acordes, já pode aprender a tocar sua primeira música. Sim! Com 1 ritmo e 3 acordes você consegue tocar e acompanhar uma música ao violão.

É claro que não acaba por aí… tocar 3 acordes e um ritmo não é exatamente tocar violão. Nas eu vou mostrar como seguir em frente.

Quanto tempo demora para aprender a tocar os primeiros acordes no violão

Isso depende muito de você. Lembra-se do “compromisso”? É preciso dedicação. É claro que certas pessoas têm mais facilidade que outras. E conseguem tocar algo mais rapidamente. Mas no meu entender, qualquer pessoa pode aprender.

Tocar violão não é tão difícil. Mas depende quase que exclusivamente de treino. Não basta “aprender”. É preciso praticar.

Então, partindo da premissa que você irá cumprir seu compromisso, tocar os primeiros 3 acordes com um ritmo poderá levar de 1 a 3 meses. Em alguns casos, até menos de 1 mês. Veja um exemplo hipotético:

  • Estudando meia hora por dia, 4 dias por semana
  • Treino do primeiro ritmo – Primeira semana
  • Treino do segundo ritmo – Segunda semana
  • Treino mudança de acorde (1 e 2) -Terceira semana
  • Treino mudança acorde 1 para 2 e 3 (e vive-versa) – Quarta semana
  • Treinar a primeira música – Quinta semana em diante

Arrrá! Já está pensando… E se eu estudar logo 2 horas por dia?

Pensou isso? Se não, tudo bem. Se pensou, saiba que isso geralmente não funciona. Vejamos o meu exemplo aí… Temos:

  • 4 semanas, 4 dias por semana = 16 dias
  • 16 dias a meia hora por dia = 8 horas

Teoricamente então, alguém poderia pegar um dia só e aprender a tocar tudo isso… só que não…

Eu até sugiro nem tentar. Se você não conseguir, a frustração virá. Sem piedade. Ao invés disso, o que você pode fazer é aumentar gradativamente o tempo de estudo. Começar com meia hora na primeiras 2 semanas. Terceira e quarta semanas, aumentar para 45 minutos. E assim por diante. Até mesmo acrescentar um dia a mais na semana.

E por que não funciona treinar muitas horas?

Porque não. O seu cérebro vai começar a cansar num determinado momento. E apesar de estar treinando, não estará assimilando. Até mesmo quando estiver treinando é bom fazer uma pequena pausa e depois retornar. Dar tempo ao cérebro, às mãos e ouvidos para descansar.

É preciso aprender teoria para começar a tocar?

Não. No meu curso para iniciantes, por exemplo, eu ensino somente o básico, no início. Como os nomes das cordas e a afinação. O resto é só prática. Para que o aluno consiga rapidamente tocar sua primeira música. Teoria é coisa para mais adiante. É como aprender a jogar futebol… jogando. Aposto que quando o juiz apitar gol, você vai saber na hora porque…

Evidentemente, depois, para aprender mais e tocar mais músicas, a teoria será necessária, caso você continue aprendendo.

Para que você tenha uma idéia (como verá mais adiante) com apenas 3 acordes e um ou dois ritmos é possível tocar várias músicas. Que tanto de teoria poderia haver nisso?

Veja um rápido exemplo de como seria começar a aprender tocar violão

Eu fiz, enquanto escrevia esta página, dois rápidos vídeos, exemplificando um primeiro ritmo e o treino para 2 acordes. Veja…

Você pode até experimentar, se quiser. Comece com o ritmo, bem devagar. Depois tente os 2 acordes.

Veja agora como você poderia tocar uma música com os 3 primeiros acordes aprendidos. 

Como tocar sua primeira música

Ao aprender estes 3 acordes você pode tocar diversas músicas. Os acordes são A (lá maior), E (mi maior) e D (ré maior). Repare como o ritmo é fácil de aprender. Como já foi dito, você poderia aprender uma música assim em menos de 3 meses…

Perguntas frequentes a quem quer aprender como tocar violão

  • O que é um acorde?
    • É um agrupamento de 3 ou mais notas musicais. Uma nota tocada isoladamente não é um acorde.
  • O que é “batida” de violão?
    • No primeiro vídeo mostrado acima, eu mostrei um ritmo bem básico. O ato de tocar as cordas e fazer o ritmo é uma “batida”. É interessante usar o termo independentemente de “ritmo”. Porque pode-se fazer o mesmo ritmo com uma batida diferente.
  • O que é harmonia?
    • Uma música é acompanhada (como você já aprendeu) por acordes. Harmonia – basicamente – é o grupo de acordes que acompanha a música.
  • O que é partitura?
    • Partitura é a representação escrita da música. Num conjunto 5 linhas e 4 espaços, são representadas notas musicais, pausas e outros elementos musicais. O músico “lê” a partitura para tocar. Não se usa partitura para aprender a tocar violão popular.
  • Quantas cordas tem um violão?
    • O violão comum, mais largamente utilizado tem 6 cordas.
  • O que é “afinar” o violão?
    • Cada corda do violão solta (sem ser apertada no braço) deve soar uma determinada nota musical. Afinar significa esticar ou afrouxar as cordas, até que soem cada qual a nota necessária.
  • O que é dedilhado?
    • Diferentemente da “batida”, que consiste em tocar várias cordas do violão ao mesmo tempo, o dedilhado implica em tocar as cordas uma a uma para formar um ritmo.
  • Por que o braço do violão tem aquelas divisões?
    • Aqueles “ferrinhos” no braço do violão chamam-se trastes. O espaço entre eles chama-se “casa”. Cada corda, apertada em diferentes casas, soa uma nota diferente.

Violão ou guitarra? Como decidir qual você quer aprender a tocar?

Esta pergunta eu deixei separada, porque é uma grande dúvida de muitos.

  • Em primeiro lugar, tocar violão não é igual a tocar guitarra. A técnica para tocar é diferente.
  • A semelhança entre o violão e a guitarra está no braço. As cordas soam as mesmas notas. A afinação é igual.
  • O violão é essencialmente um instrumento acústico. A guitarra não. Uma guitarra tradicional tem o corpo em madeira maciça. O som é captado por captadores no corpo e transmitido a um amplificador. Uma guitarra só funciona com amplificador.
  • Se você tem dúvidas sobre qual aprender primeiro, tanto faz. Quem aprende primeiro violão está com meio caminho andado para aprender a tocar guitarra, devido à semelhança da afinação. E vice-versa.

Devo aprender a tocar com violão com cordas de aço ou de nylon?

A diferença aí é de estilo. A sonoridade dos dois é diferente. Cada qual presta-se mais a um tipo de música. Por exemplo:

  • Violão com cordas de nylon – Música clássica, MPB
  • Violão com cordas de aço – Rock, pop, coountry, sertanejo

Evidentemente pode-se usar os dois tipos para tocar todo tipo de música. Na música sertaneja, por exemplo, usa-se o violão de nylon para solos.

E qual é mais fácil para aprender a tocar?

Alguns dizem que o violão de aço machuca mais os dedos. Mas isso – creio eu – é mais devido a instrumentos de baixa qualidade, com as cordas muito longe do braço. Neste quesito, acredito que tanto faz um ou outro.

Por outro lado, o violão de nylon – clássico – tem o braço mais largo. Isso dificulta um pouco, na medida em que se precisa uma abertura maior dos dedos para alcançar as cordas,

Já o violão de aço, com o braço mais estreito, torna mais fácil a execução, mas mais difícil para quem tem dedos grossos.

Pois é… deixei você na mesma, não foi? Quer uma boa dica? Procure experimentar os dois. Na dúvida, siga seu instinto… qual o tipo de música você vai querer tocar? Raul Seixas com violão de nylon não dá. Djavan com violão de aço… complicado. Aliás, Djavan é complicado de qualquer jeito…

O que vem depois? Como vou aprender a tocar mais músicas?

Eu mencionei 3 acordes, como base para iniciar. Parece pouco, mas com 3 acordes é possível tocar muitas músicas. Porém, é claro que não é suficiente. é preciso aprender mais. Veja o que e como:

  • Outros ritmos – Os primeiros ritmos são a base. Mas já o deixam apto a aprender outros.
  • Outros acordes – Para tocar muitas músicas no violão, é preciso aprender mais acordes. Com apenas 9 a 12 acordes você pode tocar muitas, muitas músicas.
  • Escutar e acompanhar – A partir de um determinado momento, é preciso começar a acompanhar as gravações originais das músicas. Para manter o ritmo e mudar os acordes na hora certa. Além acostumar-se às tonalidades, ritmos, etc.
  • Exercícios – Não é só tocar… existem exercícios para a mão esquerda, por exemplo, que ajudam a desenvolver os músculos necessários para mudar acordes, etc.
  • Depois de aprender a tocar alguns ritmos e alguns acordes, o “andamento” da coisa é quase automático.

Uma grande parte das pessoas que aprendem violão popular, acaba seguindo adiante, aprendendo escalas, harmonia mais avançada, solos, etc. Alguns eventualmente tornam-se até mesmo profissionais.

O que mais você pode aprender a tocar sem fazer um curso de violão clássico

A verdade é que existem muitos ótimos músicos que jamais fizeram um curso de Violão clássico. Alguns aprenderam “na orelhada”, ou seja, por si mesmos, ouvindo, imitando e por aí afora.

Hoje porém, a “indústria” cresceu. Vídeos, tablaturas, metodologias… Você pode aprender de tudo. Da maneira “certa” ou da maneira que lhe der na telha. Sites e professores é que não faltam.

Por isso, mesmo não frequentando uma escola formal, é possível aprender a tocar violão como um profissional.

Escalas, melodias, harmonia e solos são ensinados e  aprendidos via internet.

Nada aqui contra escolas de música. Muito pelo contrário. Acredito que o Brasil deveria ter mais escolas de música. Na verdade sempre foram poucas. Na minha opinião. E sempre existiram – e existem – os heróis que apesar das dificuldades procuram ensinar.

Porém, até mesmo violão clássico é possível aprender via internet. Nada impede. Se é isso que você quer, vá em frente. Encontre seu professor, curso e mãos à obra.

E então? Conseguiu aclarar suas dúvidas sobre como aprender a tocar violão? 

Share Button

Leave a Comment:

Add Your Reply