Acordes de violão
Compartilhe!

Tirar música de ouvido – parte III

Eita! Vamos em frente…

Quando comecei o site Acordes de violão, eu não sabia muito bem onde aquilo ia dar. Eu nem entendia muito de internet. Eu só sabia que podia ensinar algo a alguém. E isso foi o suficiente.

E eu também sabia que não queria fazer algo automatizado, nada de mesmice. E fui publicando trecos aqui e ali. Deu certo? Me parece que sim…

Algum tempo depois, eu entendi que o negócio era ensinar mesmo, de verdade. E comecei a criar material para isso. Curso de violão, curso de escalas, eBooks e assim por diante. Que já ajudaram a centenas de pessoas.

Meio sem querer, grande parte deste material tem tudo a ver com o tópico do qual estou falando nesta série. Tirar música de ouvido. Vamos ver porque…

Uma das coisas que você precisa para tocar sem consultar cifras, é treinar o ouvido. É claro… óbvio. Você precisa ouvir além da música em si. Ouvir a música com ouvido de músico. Existem pessoas – muito poucas – que possuem o chamado “ouvido absoluto”. Estas pessoas conseguem reconhecer de imediato notas. Mesmo que tocadas juntas (como no caso de acordes). Conseguem também reconhecer acordes com facilidade. Conseguem compreender sequências de acordes de imediato ao ouvir uma música.

Estas pessoas nascem com o ouvido assim. Privilegiado. Mas… preste atenção! Mesmo estas pessoas precisam estudar e compreender a música, para utilizar adequadamente o seu dom.

O que isso quer dizer? Que pelo menos numa parte você está em pé de igualdade com estes privilegiados. A parte que é necessário a todos aprender.

E a outra parte? O ouvido? Não, você não pode “adquirir” um ouvido absoluto. Infelizmente. Mas pode treinar o seu ouvido. Você pode treinar seu ouvido direcionando o treinamento para o seu objetivo. Isso quer dizer… treinar aquilo que realmente interessa. De nada adianta ficar um ano tentando reconhecer uma nota A. É tempo demais para uma coisa só, que não vai ajudar muito.

O que é preciso aprender e treinar?

Vamos voltar ao caso dos caras de ouvido absoluto. Suponhamos que o sujeito não tenha estudado nada de música. Você toca um acorde C e em seguida um acorde C#7. Ele ouve e sabe que são notas e acordes diferentes. Mas é só. Ele não sabe mais nada. Depois você toca uma sequência D, Bm, G e A. E em seguida outra: D, Cm, A# e E. Ele sabe que a primeira sequência é agradável, parece correta. E sabe também que a segunda é estranha, parece incorreta. Mas não sabe mais nada.

Por isso este sujeito de ouvido privilegiado precisa estudar. Tendo estudado o necessário, ele saberá que a primeira sequência soa agradável porque está corretamente montada dentro do campo harmônico. E que a segunda sequência contém apenas acordes aleatórios.

E você? É claro… também precisa estudar. E treinar seu ouvido.

Então, o que é necessário para conseguir tirar músicas?

  • Estudar teoria musical básica
  • Treinar o ouvido
  • Praticar

Ai, ai, ai… é muita coisa… teoria musical? Isso é muito chato! Demora demais! Faz a gente dormir! Eu quero tocar!!!

É isso que você está pensando? Pois pode parar aí mesmo. Ninguém precisa estudar cinco anos num conservatório musical para tirar música de ouvido. Aliás, eu conheço gente que ficou trancafiada mais tempo que isso num conservatório e não sabe tirar música de ouvido!

Ficou melhor agora? Aliviado? Beleza… Então veja lá o primeiro dos meus três itens: “Estudar teoria musical básica”. Básica, bem entendido. E eu digo mais: além de básica, direcionada. Isso quer dizer… direcionada para o seu objetivo, que é tirar música. Você não precisa saber qual o símbolo da pausa de uma semi-colcheia. Mas precisa conhecer campo harmônico. E escalas (as básicas). E sequências de acordes.

 

Share Button

Leave a Comment: