Aula de violão


Share Button

A primeira aula de violão

Há métodos e métodos por este mundo afora. De violão, quero dizer. Alguns funcionam melhor para algumas pessoas. Outros para outras. E outros… sei lá. Talvez não funcionem para ninguém.

Mas a primeira aula de violão é algo um tanto… embaraçoso – digamos. Porque a expectativa do aluno geralmente é muito grande. Principalmente para o iniciante absoluto, aquele que não sabe nada mesmo.

Creio que na maioria dos casos o professor, escola, ou curso online dificilmente consegue preencher esta expectativa. Pelo simples fato de que na primeira aula de violão ninguém aprende nada. Ou melhor… quase nada. Especialmente se for ao vivo, com um professor. Este, só tem ali uma meia horinha para passar algo ao ansioso aluno à sua frente.  O que, por sua vez, gostaria de sair dali já tocando uma música, no mínimo.

Esta é a minha visão de uma primeira aula de violão. Desespêro puro. É claro que há exceções, mas via de regra a coisa vai por aí.

Se você é principiante em violão, não sabe nada, ou muito pouco, relaxe. A primeira aula é… a primeira aula.

Por estas e outras é que sempre fiz da primeira aula uma coisa já direta, prática. Tocar o primeiro ritmo. Pelo menos o aluno está fazendo algo. Isto, quero dizer, quando dava aulas ao vivo e em cores. Até mesmo a afinação do violão eu deixava para depois. Partes do violão também. Ficar meia hora ensinando que aquele treco lá embaixo se chama tróculo é uma tijolada na orelha, é ou não é?

Já online a coisa é diferente. Em meu curso, por exemplo, há um video de apresentação, outro de partes do violão e um terceiro de afinação. Antes de iniciar com o primeiro ritmo. Mas existe a possibilidade do próprio aluno dar um clique naquilo e partir para a briga. É o aluno quem decide. E isso é muito bom, acho eu. Contanto que ele não desista logo de cara, claro.

Quer conferir? Veja no link abaixo o programa do curso e de quebra receba

DUAS APOSTILAS GRÁTIS

Curso de violão

Share Button