Acordes de violão
Shares

Como ler cifras de violão

CIFRAS DE VIOLAO

Quando você começa a aprender violão popular, logo deverá saber como ler as cifras. Veja o que são e como usar as cifras e diagramas de acordes.

Na verdade há uma certa controvérsia… a “cifra” em si é apenas a letra. Por exemplo… ai invés de escrever “lá maior”, escrevemos “A”. No caso, este “A” é que é a cifra. O desenho do acorde será então um “diagrama da cifra”.

Geralmente quando alguém se refere às cifras de violão, estará praticamente “juntando” as duas coisas.

Para não deixar nada para trás, vamos cobrir os dois assuntos.

Cifras de violão

As letras usadas para dar nome aos acordes, na verdade nem são “só de violão”. Podemos usar as cifras para qualquer instrumento. Um “A” é um lá maior em qualquer circunstância.

As cifras então, são letras usadas para substituir notas e acordes. São elas:

A = lá

B = Si

C = Dó

D = Ré

E = Mi

F = Fá

G = Sol

Quando a cifra (letra) se refere simplesmente a uma nota, não a um acorde, você irá ler somente o que está aí ao lado. A = lá… e assim por diante.

Quanto aos acordes, a coisa muda de figura. Neste caso você vai ler

A= lá maior. Somente a letra sem mais nada significa um acorde maior.

Am = lá menor

Agora deixemos para outra ocasião as notas isoladas e falemos de cifras de acordes de violão.

Você já viu que um acorde maior é representado somente pela letra. E um acorde menor tem mais uma letra “m” minúscula ao lado da letra principal. Repetindo, com outro acorde:

C = dó maior

Cm = dó menor

E assim com todos os acordes. Os acordes maiores e menores são os dois primeiros e principais grupos de acordes.

Você pode, por exemplo, ter uma música com as cifras:

C, Am, F e G = Dó maior, Lá menor, Fá maior e Sol maior

Como ler as cifras de acordes com acidentes

Rápida explicação: Acidentes alteram em meio tom um acorde ou nota. São ele # (sustenido) e b (bemol). Na prática, podemos usar somente o # (sustenido), que significa que o acorde será tocado meio tom acima. Saiba mais sobre os acidentes clicando aqui.

O sinal # vem sempre logo após a cifra principal. Por exemplo: C# = Dó sustenido.

No caso de um  acorde sustenido menor, vale a mesma regra: após a cifra vem o # e depois o “m”. Assim: C#m = Dó sustenido menor.

Lembre-se que um acorde sustenido sempre terá o sinal logo após a cifra. Se você encontrar o sinal # em outra posição no acorde, já e outra indicação. Por exemplo:

C7#5 – O sinal # aqui já não faz parte da cifra. Ou seja, este não é um acorde “Dó sustenido”. É um acorde Dó com sétima e quinta aumentada. O sinal # neste caso está vindo antes do número 5 e se refere a ele.

Para ficar mais claro… ai, ai, ai… é preciso complicar mais um pouco. Veja só:

C#7#5 = Dó sustenido com sétima e quinta aumentada. Aí sim, temos duas vezes o sinal #, uma para o acorde e outra para a quinta.

Quando o # se refere a uma quinta (ou outra alteração) sempre virá antes do número. Conforme o exemplo, você percebe que o # se refere à quinta e não à sétima.

Repetindo, portanto… o acidente # (ou b) só se refere ao acorde quando estiver logo em seguida da cifra.

Como ler as alterações nas cifras

No exemplo acima você já viu alguma coisa. Mas vamos mais a fundo, para saber melhor como ler as cifras com alterações.

Em músicas mais populares é raro encontrar acorde com muitas alterações. Aqueles “complicados”. Normalmente se encontra:

7 – Sétima menor – Exemplo: A7

Cifra A7 violão

A sétima menor refere-se à sétima nota da escala menor. Qual escala? A escala da cifra do acorde. No exemplo dado, teríamos a sétima nota da escala de Am (Lá menor).

4 – Quarta – Exemplo: D4

cifras violão D4

 

A quarta refere-se à quarta nota da escala da cifra. No exemplo, a quarta nota da escala de D.

9 – Nona – Exemplo A9

acordes de violão, cifra C9

Alterações com números acima do 7, significam que se recomeça a escala, continuando a contar. Então a nona nota é a segunda da escala. No exemplo, a nona nota da escala de C é D. Repare que esta alteração adiciona também a 7 (sétima menor), ou seja, a quinta nota do acorde é substituída pela sétima menor. 

Veja agora como seria um acorde natural ao qual se adiciona uma nona…

add9 – Nona adicionada – Ex: Cadd9

cifras violão Cadd9

Agora temos algo diferente de C9. Neste caso, a quinta nota do acorde (G) foi preservada e a nona doi adicionada.

Nota: Informações encontradas nestes diagramas de cifras de violão:

  • Tôpo – Cifra
  • Abaixo da cifra – “x”= cordas não utilizadas e “º” = cordas utilizadas
  • Dentro do diagrama – Círculos negros = onde apertar as cordas. Círculo branco com bolinha preta = baixo, nota fundamental (apertar a corda).
  • Embaixo, números = Dedos a serem usados para apertar as cordas.
  • Abaixo dos números = Notas do acorde.
  • Número do lado esquerdo = Indicação da casa/referência para fazer o acorde.

Baixo alterado – Exemplo: D/F#

cifras violão - D/F#

Sempre que vir a cifra com uma barra e depois outra cifra, significa que o baixo do acorde foi alterado. No exemplo, o acorde D com baixo em F#.

7+ – Sétima maior – Ex: C7+

cifras violão C7+

Diferentemente da 7 (sétima menor), a 7+ (sétima maior) usa a sétima nota da escala maior. No exemplo, B (sétima nota da escala de C).

Como já foi dito, aprender a ler as cifras aqui mostradas já é “meio caminho andado”. Pois a grande maioria das músicas mais comuns não usam acordes muito complicados. De qualquer maneira, vou dar uma orientação básica para ler outras cifras.

Exemplo com 3 alterações

cifras violão D4(7/9)

Vrixi! Complicou? Nem tanto. Repare que o nome é mais feio do que o acorde em si, que consiste em apertar as cinco primeiras cordas na casa 5. Uma pestana. Repare que você precisa apenas “juntar” as alterações. Primeiro a quarta, que no exemplo é a nota G (Reveja acima o D4). Depois temos a sétima menor que é a nota C. E por último a nona, que é a nota E. 

Cifras de acordes diminutos

Acordes diminutos não são muito utilizados, mas eventualmente você vai se deparar com algum. Acordes diminutos são representados de duas formas, geralmente:

Cº ou Cdim = Dó diminuto.

cifras violão Cdim

Repare quais notas formam o acorde. C, Gb(F#) e Eb(D#). O acorde C (natural) é formado pelas notas C, E, G. Por isso o acorde é “diminuto”: O terceiro e quinto graus foram diminuidos em meio tom. 

 

 

 

 

Utilize os diagramas de cifras de violão não só para ler, como também para aprender

Geralmente o que todos fazem é simplesmente ler o diagrama e montar o acorde no violão. Sem problema… o diagrama ajudou você a montar o acorde.

Porém, procure sempre ir além de apenas ler e montar o acorde. Repare quais notas foram usadas nas cifras, procure identificar as notas no braço do violão. Bem como também procure saber nas escalas de onde vieram aquelas notas.

Share Button

Leave a Comment:

Add Your Reply