Acordes de violão
Compartilhe!

Como tocar sem consultar cifras

jovem estudando violão

jovem estudando violãoEste é o sonho de muita gente. Tocar qualquer música sem consultar as cifras, sem ler. E mais… tirar a música só escutando. E na horinha ainda por cima.

É querer muito? Até que não. Mas tudo de uma vez aí é demais mesmo. Se você ficar aí sonhando em ser “o cara”, jamais vai chegar a lugar algum.

Acontece que muitos acham que para “tocar de ouvido” existe um segredo, uma fórmula ou sei lá o que. Ou então tem que ter nascido gênio.

Pois não é nada disso.

Em primeiro lugar, é preciso estudar. Tá legal, tem um amigo seu que nem sabe notas, nem cifras, e é analfabeto, nunca estudou e toca qualquer música “num estalo”. O único problema: você não é ele. E você não vai “ficar igual a ele”. Então, vá tratando de estudar. Ou esqueça o sonho e fique lendo letra e cifra a vida inteira.

Mas… estudar o que?

Aí é que está. Se você começar lá do início, “timtim por timtim” vai levar alguns anos. Mas… alegre-se. Para quem toca sem ler partitura, como é meu caso e quase com certeza o seu, existe um “corta caminho”. Você não precisa aprender teoria musical de forma detalhada.

O que você precisa aprender é o essencial para conseguir harmonizar uma melodia. Ou seja, ouvir uma música e colocar os acordes por si mesmo. Ééééé! Isso é tirar música de ouvido.

O que é preciso aprender

  • Notas no braço do violão
  • Escalas
  • Campo harmônico

O que é preciso praticar

  • Tocar diversas músicas em tonalidades diferentes
  • Escalas
  • Melodias

É muita coisa? É nada. É só diminuir a TV e o video game pela metade. Em pouco tempo… tudo irá se clareando.

Tommy Iommi, já ouviu falar? Guitarrista da antiga banda Black Sabbath. Quando menino, morava numa pequena cidade da Inglaterra. Onde não havia absolutamente nada para um jovem fazer. Então ele gastava quase todo o seu tempo treinando guitarra. Não é preciso falar sobre o resultado…

Sempre que você decide fazer alguma coisa, automaticamente precisa desistir de outra. Não vá você “desistir” de estudar e trabalhar!!! Nem de namorar também… que é bom demais. Mas TV, video game, e perambular pela aí sem fazer nada… dá pra desistir, é ou não é? Então…

Muito bem, continuando…

Eu sou a favor de fazer as coisas o mais rápido possível, contanto que não se comprometa a qualidade. Rápido e mal feito não adianta. Mas entenda bem… relativamente rápido. Não dá pra sair do zero e aprender tudo em uma semana.

O que você pode começar a fazer desde já

  • Escolha algumas músicas simples, com poucos acordes. E sem acordes complicados. De preferência, só acordes naturais e com sétima. Arroz com feijão mesmo. Certifique-se de que as sequências de acordes sejam diferentes. Para comparar, basta colocar duas músicas na mesma tonalidade. E então verificar as sequências. De nada adianta treinar músicas com as mesmas sequências de acordes.
  • Agora comece a treinar cada música no máximo de tonalidades que você puder. O total seriam 12 tonalidades. Se quiser fazer todas… melhor ainda. Mas faça pelo menos aquelas mais usadas. Por exemplo: C, D, G, A. Inclua algumas com acidentes: F#, A#. No momento, não importa que você apenas troque as tonalidades automaticamente no site de cifras.

Somente esta etapa já vai levar um tempo. Não desanime. Você vai encontrar sequências de acordes meio “enjoadas”. Mas aí é que está a graça da coisa…

A finalidade deste treino

  • Habituar seu ouvido com sons, tonalidades diferentes.
  • De quebra, você acaba treinando novos acordes.

Não pense que “isso não dá em nada”. Dá sim. Você não sente o resultado agora, só mais adiante.

O segundo passo

  • Agora tente tocar pelo menos um pedaço da melodia de cada música. Não é preciso tocar direitinho. Apenas tire um trecho da melodia no violão. Pelo menos uma estrofe. Em pelo menos duas tonalidades diferentes. Anote as notas de maneira bem simples. Por exemplo: F#, A, A, G, E, G, E, G.
  • Agora, pegue os acordes da música e anote as suas notas. Por exemplo:

D = D, F#, A (tríade)

G = G, B, D

F#m = F#, A, C#

Faça isso e veja o resultado. Se você pegou apenas músicas com acordes naturais, vai reparar que as notas da melodia são as mesmas notas que formam os acordes!

Este é o começo. Tenho certeza que você mesmo, estudando e treinando, irá chegando a resultados cada vez melhores.

Tenho um projeto em andamento para ensinar tudo isso com mais detalhes.

E todos os que estiverem inscritos no meu informativo, saberão do lançamento em primeira mão. Aproveite o momento e inscreva-se você também!

Basta inserir seu email abaixo. Você receberá periódicamente dicas e aulas de violão, além das melhores ofertas dos meus cursos e apostilas.

 

Share Button

Comments are closed