Partes do violão


Share Button

kit de violãoSaber o nome das partes do violão não vai fazer você tocar melhor. Mas mesmo assim, caso você leve violão a sério, deve conhecer suas partes, as funções e nomes de cada uma.

Coloquei esta imagem aí ao lado, para que você tenha idéia da complexidade de construção de um simples violão. Simples? Nem tanto…

Evidentemente não é a estas partes a que se refere este artigo. Vamos falar das partes do violão depois de montado, é claro.

Mas se ficou curioso, isto aí é um kit para que você mesmo monte seu violão, vendido pela empresa americana Stewart MacDonald. Siga o link para conhecer: Kit de violão.



Partes do violão

 

Partes do violão


1 – Tarraxas

2 – Cabeça ou mão

3 – Pestana

4 – Traste

5 – Casa

6 – Braço

7 – Escala

8 – Corpo

9 – Tróculo

10 – Boca

11 – Tampo

12 – Rastilho

13 – Ponte

14 – Cordas



 

 

Compreendendo as partes do violão

Começando lá de cima, temos as tarraxas (1). São pequenas peças mecânicas com um eixo e um botão plástico, que prendem as cordas e as apertam ou desapertam, criando a tensão necessária para afinar o violão.

A parte de madeira acima da pestana, onde são instaladas as tarraxas, é chama de cabeça ou mão (2). No tipo mostrado na ilustração, um violão de nylon, os conjuntos de tarraxas são instalados nas laterais da mão e a mesma possui cavidades onde estão os eixos para instalação das cordas.

Entre as poucas partes do violão que não são fixas, está a pestana (3). Um pequeno pedaço de plástico ou osso, com ranhuras para passagem das cordas. A pestana, apesar de pequena, tem várias funções. Serve de guia para as cordas, mantendo a distância entre elas. Além disso, regula a altura das cordas em relação ao braço do violão, juntamente com o rastilho (12), que fica no lado oposto. Além de, evidentemente, manter as cordas no lugar, através das ranhuras.

Rastilho e pestana são responsáveis pela altura das cordas em relação ao braço e ao corpo do violão. A esta altura se dá o nome de ação.

Os trastes (4) dividem o braço do violão em casas (5). São pequenas peças metálicas semelhantes a trilhos, que são incrustradas na escala (7). Esta divisão serve para que se obtenha, ao apertar as cordas nas casas, as diversas notas musicais.

O corpo (8) do violão é o responsável pela acústica. Ou seja, as cordas (14) ao vibrarem produzem som, que se reproduz em maior volume ao ressonar no corpo do instrumento. O corpo do violão, também pode ser chamado de bôjo, e é compôsto de: tampo (11), laterais e fundo. Num violão de boa qualidade, estas partes são feitas em madeira maciça.

Na parte de baixo do braço, junto ao corpo do violão, temos o tróculo (9), que fixa o braço à lateral do violão. Na verdade, tróculo e braço formam uma só peça, mas alguém lá atrás resolveu batizar esta parte do braço com este nome estranho aí. Em inglês o tróculo chama-se “heel” (calcanhar). Não sei se ficou melhor ou pior…

A boca (10) do violão é a responsável por “captar” a vibração das cordas e devolver o som produzido no interior do corpo.

O tampo (11) é uma das partes do violão de grande importância. Da qualidade da madeira usada no tampo, vai depender a qualidade do som do mesmo.

Outras das partes removíveis do violão é o rastilho (12). ele é colocado na ponte (13) e suporta as cordas junto à mesma. Como já foi dito, tem também a função de manter as cordas numa determinada altura, em relação ao corpo e ao braço do instrumento.

Temos então a ponte (13), que segura o rastilho e é colada ao tampo do violão. O rastilho, assim como a pestana, pode ser feito de plástico ou osso. Como estas partes do violão têm contato com as cordas, há diferença de qualidade sonora entre peças de osso ou plástico. Muitos preferem peças de osso, para obter um timbre melhor. Porém, a ouvidos destreinados, a diferença é quase imperceptível.

Finalmente temos as cordas (14). Num violão tradicional, são seis. De nylon ou de aço. Cada corda tem um diâmetro diferente, sendo que as três mais grossas produzem sons mais graves e as três mais finas sons mais agudos. As cordas, uma vez esticadas e com a tensão apropriada, devem soar as seguintes notas:

  • Corda 6 (a mais grossa) – E (mi)
  • Corda 5 – A (lá)
  • Corda 4 – D (ré)
  • Corda 3 – G (sol)
  • Corda 2 – B (si)
  • Corda 1 – E (mi)

Quer saber mais sobre as partes do violão? Leia o artigo violão elétrico.

Como você deve ter reparado, há duas notas E (mi). Na corda 6 e na corda 1. Porém, a nota E da corda 1 está duas oitavas acima (mais agudo) da nota E da corda 6. Mas isto é assunto para outra hora. No que se refere a partes do violão, já chegamos ao final.  




Não encontrou o que precisava? Sem problema. Entre em contato!

Preencha o formulário abaixo e pergunte o que quiser. É sério. Não seja tímido. Do lado de cá ninguém morde. E você não está se comprometendo com nada. Todas as consultas serão respondidas. Vá em frente e talvez eu possa conseguir exatamente o que você quer. Ah, sim... o preço da consulta? GRÁTIS!

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Quero informações sobre (clique para selecionar):

Sua mensagem

Antes de enviar, por favor preencha o campo abaixo.
captcha

Share Button

Comments are closed.