Shares

Batidas de violão – sinta o ritmo

ritmo - batidas de violão

Popularmente chamamos de batidas os ritmos que fazemos ao tocar violão. São compostas pelos movimentos da mão direita (a não ser para canhotos) ao tocar as cordas do instrumento para obter som.

As combinações para se fazer as batidas são incontáveis. Você já deve ter visto por aí algo como dicionário de acordes. Pois bem, um dicionário de batidas seria praticamente impossível. Especialmente por escrito.

Desde que se começou a difundir métodos para violão impressos e – mais recentemente – na internet, muitos têm tentado reproduzir as batidas com setas e outros sinais. Isso ajuda, mas é muito difícil representar graficamente uma batida de violão.

Para batidas mais simples, isto ainda funciona. Por exemplo:

 

O que nos diz esta representação gráfica?

Batidas de violão

Letras

  • P = polegar
  • I = indicador
  • C = costas da mão (já explico)

Setas – óbvio: para cima e para baixo.

 

Muito bem. Talvez você esteja em dúvida quanto ao termo “costas da mão”. Isto significa a batida para baixo, com a parte de cima da mão (unhas).

 

Ou seja, na batida acima, tocaríamos:

  • Polegar para baixo no tempo 1 na(s) corda(s) mais grave(s)
  • Indicador puxando as cordas mais agudas de baixo para cima
  • Costas da mão tocando todas as cordas menos o baixo do acorde para baixo
  • Indicador puxando as cordas mais agudas de baixo para cima

A partir daí seria repetição. Como você vê, é complicado explicar uma batida por escrito. E olhe que esta é o arroz com feijão, a simplicidade elevada ao quadrado. Daí pra frente a coisa fica mais complicada ainda.

Ok, já expliquei o problema. E a solução? Como saber exatamente a batida de cada música? Resposta: ouvido, tato, video e algumas artimanhas.

Consulte nossa página principal Acordes de violão para saber mais

Batidas de violão no video

É claro que o video supera em muito a representação gráfica. Mas se você acha que resolve todo o problema, pense de novo. Há certas sutilezas em batidas mais elaboradas que até a demonstração pessoa a pessoa é difícil. No video… pior. Mas para a parte básica o video resolve.

O único problema é arranjar um cristão bem bonzinho que faça videos para tudo quanto é música.

Usando o ouvido e o tato

Ouça a gravação original da música que quer tocar. Preste atenção no tempo. Não se fixe somente no violão. Qual é a “levada” da música?

Bata o pé no ritmo da canção. Você vai reparar que – instintivamente – você vai bater o pé mais forte em alguns momentos, mais fraco em outros.

Por exemplo: o seu calcanhar pode bater os tempo 1 e 3. A frente do pé os tempos 2 e quatro. Numa batida básica, 1 e 3 seriam suas batidas do polegar, 2 e 4 as costas da mão. O intervalo entre estes quatro tempos, o teu indicador puxando as cordas agudas para cima.

Escute a bateria

A bateria é tua melhor amiga para descobrir uma batida. Se a música tiver bateria, é claro. Basicamente podemos associar as partes da bateria com o que fazemos nas batidas de violão:

  • Bumbo = polegar
  • Caixa = costas da mão
  • Chimbal = indicador para cima

De qualquer maneira, é sempre melhor descobrir – numa música com batidas complicadas – a batida básica no violão. As variações você pode ir colocando depois.

Um assunto que tem muito a ver com batidas de violão, é a dinâmica ao tocar violão, abordado anteriormente.

 

Comments are closed