Harmonia musical


MUSIC SHEET CT.png

Explicar técnicamente o que é harmonia musical, exige um espaço um pouco maior que este artigo. Portanto, vamos ao popular.

A grosso modo, podemos dizer que harmonia musical é a área musical que define a construção e a a ordem dos acordes dentro do sistema tonal.

Ou seja, quando você está tocando os acordes de uma determinada música, está fazendo a harmonia daquela música. Um acorde não é a harmonia e sim, faz parte da harmonia.

Explicando mais um pouco. Popularmente, sem entrar em detalhes técnico-teóricos profundos, podemos dizer que harmonia é o conjunto de acordes da música.

Portanto, se uma música possui os acordes D, Bm, G e A7, esta é a sua harmonia musical, ou somente a harmonia da música.

Até agora, você já sabe que se alguém lhe perguntar se sabe a harmonia de uma determinada música, estará se referindo aos acordes da mesma. Dããã…

Muito bem. E onde isto nos leva? Porque é que aqueles benditos acordes estão lá? Só porque o compositor decidiu que deveriam estar? Nada disso. O compositor não decidiu nada, por mais que alguns possam achar que sim, que foram eles que decidiram por este ou aquele acorde.

 

Campo harmônico

Acontece que qualquer música é feita numa determinada tonalidade. Esta tonalidade tem um campo harmônico. Eita! Agora o bicho pegou! É de comer isso aí? Peraí um pouquinho, que não é tão difícil assim.

Campo harmônico é o conjunto de acordes formados a partir das notas de uma escala. Se você já leu alguns dos artigos anteriores, como acordes relativos, com mais estas informações vai entender do que estou falando.

Tomemos por exemplo a escala de C (dó maior)

Grau 1 2 3 4 5 6 7
Nota C D E F G A B
Acorde C Dm Em F G Am Bdim
Menor ou maior + + + dim

Repare como cada nota da escala gerou um acorde. Todos estes acordes formam o campo harmônico daquela tonalidade. Na última linha, a regra para a formação dos acordes na escala maior. Onde se vê (+) o acorde sempre será maior e (-) sempre menor. o sétimo grau, sempre diminuto.

Obs: As regras para a escala menor são diferentes.

A partir daí, você sabe, em qualquer tonalidade, quais os acordes do campo harmônico. Ou seja, quais acordes podem fazer parte de uma música que se encontra naquela tonalidade.

Lembre-se, entretanto, que estes são os acordes básicos. Não se deixe confundir pelas variações, como acordes com sétima, nona e por aí afora. Por exemplo, uma sequencia assim (usando a escala de C):

C, G/B, Am7, Dm, F, G7

Está perfeitamente de acordo com o campo harmônico:

C, G, Am, Dm, F, G

Portanto, conforme foi dito anteriormente, a gente não decide que acorde colocar na música. Ou melhor, até decide, entre aqueles acordes que as regras da harmonia musical permitem.

Artigos relacionados:

Como cifrar uma música

Violão – acordes relativos

 

Share Button

72 thoughts on “Harmonia musical

  • Afonso Resende

    Eu Gostei. Aliás, gosto de toda matéria publicada. Parabéns.

    • Bruno Post author

      Caro Afonso, obrigado pela visita e pelo comentário. Volte sempre e, se tiver alguma sugestão, fique à vontade para expressá-la!

  • Beth

    Gostaria de saber algum exercício para a mão direita, quando uma música é dedilhada ou batida,por exemplo.E quais as formas de se tocar com a mão direita além dessas que citei(dedilhada,batida)?

    • Bruno Post author

      Ola Beth. Obrigado pela visita e pelo comentário. Veja este video. Vai ajudá-la no que está procurando. Espero que progrida em seus estudos e volte sempre! Um grande abraço.

    • Bruno Post author

      Pode até “ta errado”, eu não sou perfeito. Mas você não ajudou em nada.

    • Bruno Post author

      Conforme eu disse no próprio artigo, não quis entrar profundamente em teoria musical, porque seria preciso explicar muitas outras coisas. E com certeza algumas que nem eu mesmo sei. O artigo tem simplesmente a intenção de mostrar o porque da presença dos acordes na música. Encadeamento de acordes já é outra praia. Uma coisa é utilizar os acordes conforme o campo harmônico. Outra coisa é como encadear estes acordes, o que tomaria o espaço de outro artigo. Esta não é “minha harmonia”. É uma explicação básica de harmonia musical. Confesso que não compreendi tua última pergunta. Se você explicar melhor… um grande abraço e obrigado pela contribuição.

  • Maria jose carvalho

    Por favor eu tenho um seminario pra fazer sobre harmonia musical vcs poderia me ajudar mandando alguma coisa em meu e-mail sobre o ke eu devo falar sobre harmonia!!

    Grata
    Maria Jose Carvalho

    • Bruno Post author

      Ola Maria Jose,

      Além do meu artigo, você pode visitar o link abaixo e tirar algumas coisas. No meu post, está bastante resumido o assunto, para não “complicar a guerra”. Você pode acrescentar alguns detalhes, consultando a wikipédia (link abaixo).

      Um grande abraço

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Harmonia_(m%C3%BAsica)

  • Leo Caseiro

    Olá, Bruno,

    Não entendi como funciona isso.
    Como eu leio a sua tabela?
    Porque alguns estão com – e outros com +
    E como da tabela você chegou em: C, G/B, Am7, Dm, F, G7 ou C, G, Am, Dm, F, G?

    • Bruno Post author

      Olá, Leo. Os sinais (-) e (+) querem dizer que numa escala maior, o campo harmônico, para cada nota da escala gera um acorde, menor (-) ou maior (+). As combinações de sequencias a partir dos acordes gerados são inúmeras, como as duas que você mencionou. Como você pode ver nestas sequencias, elas foram retiradas da escala, com os acordes gerados. A única pequena diferença é que alguns acordes têm modificações (como G/B e Am7), mas são provenientes desta escala (G e Am).

  • Leo Caseiro

    Bruno, lendo o seu artigo de Teoria Musical – transporte de tonalidade, ficou mais claro o porque teriam os acordes menores e maiores.

    Na verdade, tem essa tabela sempre da nota iniciante, aí vai sempre nessa sequência de +, -, -, +, +, -, dim.
    Com isso chegamos aos acordes que “combinam” E podemos colocá-lo em qualquer ordem para gerar uma melodia.

    É mais ou menos isso?

    Obs: Ainda não sei o que é diminuto, mas irei pesquisar.

    Abs

    • Bruno Post author

      Olá, Leo. Como você pôde verificar nos dois artigos, tudo tem a ver com o campo harmônico. Cada tonalidade tem os acordes gerados pelo campo harmônico e podemos utilizar aqueles acordes nas músicas. A ordem dos acordes normalmente obedece sequencias que são mais comumente utilizadas. Você pode reparar que – via de regra – as músicas começam no acorde principal da tonalidade e terminam nele. O que vem pelo meio também tem suas tendências. Como por exemplo a sequencia I IV V, muito, muito utilizada. É difícil dizer “qualquer ordem”, mas é quase isso. Em breve estarei aprofundando este assunto no blog.

  • Levi

    Bruno gostei muito dos tópicos e da forma que você expõe os assuntos. Parabéns ! Se possível, gostaria que me indicasse algumas posições diferentes para o acorde Eb (Mi bemol).

    • Bruno Post author

      Ola Levi. Obrigado pela visita. Para ver outras posições para qualquer acorde, visite este site: Chordbook. Basta escolher o acorde e clicar em inversions.

  • Bruno M.

    Ola, eu gosto muito do site e da maneira que vc usa pra esplicar. Acho legal tambem o jeito engraçado que vc usa nas materias. como aqui por exemplo: “…Eita! Agora o bicho pegou! É de comer isso aí? Peraí um pouquinho, que não é tão difícil assim.” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Muito bom, Parabéns.

    • Bruno Post author

      Olá, Bruno. Você deve ser um cara bacana. Nunca conheci alguém com este nome que não fosse. Pois é… de vez em quando consigo arrancar umas risadas dos leitores. Creio que isso é bom, melhor rir do que chorar. Ou chorar de tanto rir.

      Grande abraço e obrigado pela visita

  • simao angelo gonçalves

    Rapáaaz, Voce é forte, hein!!Parabéns. A propósito, sou cantor e uso a guitarra só pra me acompanhar. Estou precisando de escalas (maiores e menores) prá de vez em quando fazer uns improvisos e tal… Vc. tem algo para mim? Abração.

  • pedro

    muito bem explicado irmão, tem que ser uma pessoa muito honesta e de bom coraçao pra passar essas coisas pela internet, de graça.
    espero muito sucesso e felicidades na sua vida, sempre que der volto aqui dár umas revisadas nos estudos, abraço amigo, até mais.

    • Bruno Post author

      Valeu, Pedro. Obrigado pela visita e pelos comentários. Felicidades a você também. Grande abraço.

  • jai lson

    Muito bom!parabéns por espor de forma clara e precisa este importante assunto.

    • Bruno Post author

      Valeu, Jailson. Obrigado pela visita e pelo comentário. Grande abraço.

  • Igor

    cara, tô aprendendo tocar violão com professor, mas ainda não entendo porque o campo harmonico Maior, menor, menor harmonica e menor melódica obedeçem as seguintes variaçães de Maior, Menor, diminuto e intervalos e porque uma musica é tirada numa dessas escalas mencionadas, e porque diminuto neses graus dessas escalas,porque dos graus mais usados e porque com sétima nesse graus mais usados e os outros graus,porque os campos harmoica menor, porque quantas escalas consonantes e dissonates existem para montar ligaduras e acordes, você poderia pegar esse mesmo artigo e detalhar com essas duvidas muito frequentes do iniciante na arte de tocar violão e encadeamentos dos acordes e seus relativos o que não é a sua praia poderia tanbem lançar no tópico entrando em detalhes técnicos-teoricos com tranposiçães de tons aode entra nesse asunto e suas moneclaturas de cifras para cada uma dessas duvidas, pois você não vai falar coloca sol Maior no oitava grau, né?! por favor me ajude aprender tocar violão como muitos outros que tem vontade de aprender tocar mas não tem condiçãees e/ou não tem tempo pra aprender tocar, e como usar essas teorias essas harmonias na prática não somente na fala,pois esse é um grande problema do iniciante ou o estudante intermediário, e me deixe um comentário que nem dos outros, tá?! Deus abençoe.

    • Igor

      CARA TÔ COM MUITA DUVIDA MEEEEEEEEEEESMO…! SÓ CONHEÇO O CAMPO HARMONICO NA TEORIA E NO MODELO,AQUELE JEITO FAMOSSO DE APRENDER VAI MONTANDO NUMA CORDA AS ESCALAS TIPO COMO SE EXPLICOU, NA PRÁTICA, TUDO MEU ESFORÇO E INTERESSE, POIS SOU APIXONADO POR MUSICA, MAS SÓ APRENDO DO JEITO E O TANTO QUE ME ENSINA O MEU PROFESSOR, LÓGICO, TIPO COMO SE EXPLICOU NESSE TÓPICO, QUE NÃO QUER APROFUNDAR E SIM DAR UMA NOÇÃO BÁSICA, E É ISSO QUE ANDA ME ATRAPALHANDO, PORQUE EU ESTUDO, QUERO APRENDER TOCAR TUDO, ESSE NEGÓCIO DE NOÇÃO BÁSICA É SÓ PRA QUEM É CURIOSSO, QUER MATAR A SUA CURIOSIDADE VIOLÃO E O BÁSICO JÁ TÁ BOM,OU PRA DAR UMA INTRODUÇÃO NOS ESTUDOS,(O QUE ANDA ME ATRAPALHANDO), SE JÁ SABE MINHA PRAIA, NÉ?! LÓGICO QUE EU NÃO SEREI O EXPERTE DA MUSICA,NÉ?! MAS SE JÁ SABE MINHA PRAIA NÊ?! EU COLOQUEI DAQUELE JEITO LÁ EM CIMA PRA VOCÊ ENTENDER QUE TEM JENTE INTERESEIRO QUE QUER SE APROFUNDAR E QUE A CADA DIA QUER APRENDER MAIS OU TUDO QUE APRENDE DE VIOLÃO DESDE DAS REGRAS PRÓPIAS DE CADA INSTRUMENTO ATÉ AS TEORIAS UNIVERSAIS, BOM, ENTÃO, CAPRICHA NOS MEUS ESTUDOS COMO DE TODO MUDO QUE SEGUE MINHA PRAIA, CONHEÇO GENTE QUE TOCA PELO BÁSICO DO VIOLÃO O MAIS COMUM DE ACHAR APOSTILAS PRA IMPRIMIR NA INTERNET, VALEU! dEUS LHE ABENÇOE!

    • Bruno Post author

      Deus te abençoe também Igor. Não queira aprender tudo de uma vez, vá com calma. Uma grande caminhada começa com um passo. Aprenda o básico primeiro. Não queira dominar todas as escalas e acordes dissonantes antes de conhecer algumas sequencias de acordes básicas. Ou seja, não coloque a carroça na frente do cavalo. Há uma sequencia para todas as coisas. Primeiro as primeiras coisas. Vá conhecendo o violão devagar. Não pule etapas. Quem sabe você está querendo entender o passo 5 sem entender o 2? Analise o que você já sabe. Não despreze nada no meio do caminho. Senão, irá só acumular dúvidas. Grande abraço.

  • Igor

    jÁ VIU FALAR NA ESPRESSÃO POPULAR, QUE NEM MEU PROFESSOR DIZ, NÉ?!: TEORIA MUSICAL, HARMONIA É QUE NEM FILME, SÊ TEM QUE VÊ O QUE TÁ ASISTINDO! QUANDO EU JÁ TIVER NA FALCUDADE, VOU FAZER MUSICA NA UFMS E TER MINHA BANDA PRÒPIA COM O PESSOAL DA MINHA IGREJA, TALVEZ EU NÃO SEJA O MUSICO VOCALISTA, MAS VOU CHEGAR LÁ! DEUS ABENÇOE MAIS UMA VEZ!

  • Igor

    SIM, BRUNO, ENTENDI PERFEITAMENTE O QUE VOCÊ COMENTOU…

    (SERIA “INICIAÇÃO NA ARTE DE TOCAR VIOLÃO”)…
    SERÁ QUE VOCÊ ENTENDEU MESMO?!
    EXPLICANDO UM POUCO MELHOR, COMEÇEI APRENDER TOCAR VIOLÃO NO ANO PASSADO (MOTIVOS QUE MEU PROFESSOR ARRANJOU UM EMPREGO E BLÁ, BLÁ BLÁ!) TÔ FAZENDO AULAS COM MEU VIZINHO QUE TANBEM TOCA EM IGREJA…
    MAS A MINHA DUVIDA É DO MOMENTO(SERIA “HARMONIA MUSICAL”)… NÃO QUERO DEIXAR ESPECULARIDADES.

    QUANDO EU SAQUEI COMO FUNCIONA A FORMAÇÃO DE ESCALAS E ACORDES (O CAMPO HARMÔNICO), MEU PROFESSOR ENSINANDO, É SÓ VOCÊ SABER OS INTERVALOS, O QUE DIFERENCIARÁ UMA ESCALA DA OUTRA, EXPLICANDO MUITO DAS ESCALAS DIATÔNICAS E CROMÁTICAS,MAIOR,MENOR COM # E b,SEM ACIDENTE, DAI É SÓ VOCÊ PEGAR A 1°, 3° E 5° DE QUALQUER TÔNICA E FORMAR O ACORDE NA ESCALA DO VIOLÃO…SEM ENTRAR EM DETALHES TÉCNICOS-TEÓRICOS, A APRTE QUE EU NÃO ENTENDO É COMO ENCADEAR OS ACORDES PARA TIRAR A HARMONIA DA MUSICA, TEM MUITO A VER COM O 1° GARU E O 4° GRAU, NÈ?! PODERIA ME EXPLICAR ESSA APRTE MELHOR,

    DEUS LHE ABENÇOE!

  • Igor

    RESUMINDO (PARA NÃO COMPLICAR A GUERRA)ACHAQUE EU ESPIQUEI ERRADO, NÉ?! TAVA COM PRESSA NO MOMENTO…

    JÁ TOCO VIOLÃO A UM CERTO TEMPO E ESTOU, SIM, NO TEMPO DE DOMINAR AS ESCALAS O QUE SERIA O CAMPO HARMÔNICO, MINHA DUVIDA NO MOMENTO TÁ SENDO MUITO DOGMÁTICA PRA MIM E DEGRANDE IMPORTÂNCIA PRO MEUS ESTUDOS DE VIOLÃO:

    PORQUE O CAMPO HARMÔNICO OBEDEÇE A SEQUÊNCIAS DE MAIOR, MENOR, MENOR, MAIOR, MAIOR, MENOR e -º (SEI QUE É NA ESCALA MAIOR, MAIS MINHA DUVIDA É ASSIM MESMO), SÓ POR QUE LEMBRA A MUSIQUINHA DAS NOTAS MUSICAIS??

    VEJAMOS BEM, TEM UMA HISTÒRINHA QUE EU CONTO QUE É ASSIM:

    PRIMEIRO O HOMEM DESCOBRIU A ESCALA DIATÔNICA(NATURAL), DEPOIS O HOMEM DESCOBRIU A ESCALA CROMÁTICA(COMPLETA), COM ALGUMAS ESPECULAÇÃES DOS ACINDENTES MUSICAIS (#,b,TOMESEMITOM) ENTRE CADA NOTA NATURAL,A ESCALA DE NOTAS(TONS). DAI O HOMEM PEGOU A ESCALA DIATÔNICA NA ESCALA DE DÓ MAIOR (NA QUAL BASEIAMOS O ESTUDO DE TEORIA OU HARMIA MUSICAL)…

    OU SEJA, O HOMEM PEGOU A ESCALA DIÂTONCA E DESCOBRIU MAIS ALGUMAS ESPECULAÇÕES NAS NOTAS MI, FÁ E SI, DÓ, ELE TAVA TOCANDO FÁ# SOLb E DÓ# RÉb DAÍ, ELE DESCOBRIU UM ERRO QUE DE ALGUM JEITO, SERÁQUE DE OUVIDO ABSOLUTO(PRIVILEGIADO) OU POR ALGUMA TÉCNICA?? CREIO QUE DE OUVIDO PRIVILEGIADO,E CORRIGIU…

    PODEMOS ENTENDER ATÉ AGORA QUE O HOMEM JÁ DESCOBRIU QUE A ESCALA DIATÔNICA FUNCIONA DE TOM EM TOM SEM SINALDE ALTERAÇÃO SÓ QUE ISSO NÃO ACONEÇE PORQUE DO MI PARA O FÁ E DO SI PARA O DÓ TEMOS UM INTERVALO DE SEMI TOM. TENDO A ESCALA CROMÁTICA DESCOBERTA ONDE SEGUE A FORMAÇÃO DE ACORDES E ESCALAS DE LIGADURAS, TRANPOSIÇÃO DE TONS,E A OITAVA MUSICAL QUE É A REPETIÇÃO DA PRIMEIRA…

    DAÍ, ENTROU NA MINHA HISTÓRIA, OS RITMOS, BATIDAS, OS COMPASSOS BINÁRIO, TERNÁRIO E QUARTENÁRIO, OS ANDAMENTOS E OS TÓQUINHOS (DEDILHADOS OU ARPEJOS) E AS TÉCNICAS DE LEGATOS, COMO HARME-ON, PUL-OFF, ESLIDE OU BERRANTE (NOME ERRADO), TRINADE, TREMULO, ETC…

    POR FIM,O HOMEM DESCOBRIU A TABALTURA UM MÉTODO INICIANTE OU PRÁTICO E A ESCRITA MUSICAL (CIFRAS OU PARTITURAS).

    CARO BRUNO,

    “MINHA DUVIDANO MOMENTO TÁ SENDO MUITO DOGMÁTICA PRA MIM E DEGRANDE IMPORTÂNCIA PRO MEUS ESTUDOS DE VIOLÃO:

    PORQUE O CAMPO HARMÔNICO OBEDEÇE A SEQUÊNCIAS DE MAIOR, MENOR, MENOR, MAIOR, MAIOR, MENOR e -º (SEI QUE É NA ESCALA MAIOR, MAIS MINHA DUVIDA É ASSIM MESMO), SÓ POR QUE LEMBRA A MUSIQUINHA DAS NOTAS MUSICAIS??

    FAZ SENTIDO, MAIS PORQUE O HOMEM PEGOU A PRIMEIRA QUE DÁ NOME AO ACORDE A TERÇA QUE DIZ SE É MAIOR OU MENOR O ACORDE E A QUINTA QUE DIZ SE O ACORDE É ALMENTADO OU DIMINUTO??

  • Igor

    RESUMINDO (PARA NÃO COMPLICAR A GUERRA)ACHAQUE EU EXPLIQUEI ERRADO, NÉ?! TAVA COM PRESSA NO MOMENTO…

    JÁ TOCO VIOLÃO A UM CERTO TEMPO E ESTOU, SIM, NO TEMPO DE DOMINAR AS ESCALAS O QUE SERIA O CAMPO HARMÔNICO, MINHA DUVIDA NO MOMENTO TÁ SENDO MUITO DOGMÁTICA PRA MIM E DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA MEUS ESTUDOS DE VIOLÃO:

    PORQUE O CAMPO HARMÔNICO OBEDEÇE A SEQUÊNCIAS DE MAIOR, MENOR, MENOR, MAIOR, MAIOR, MENOR e -º (SEI QUE É NA ESCALA MAIOR, MAIS MINHA DUVIDA É ASSIM MESMO), SÓ POR QUE LEMBRA A MUSIQUINHA DAS NOTAS MUSICAIS??

    VEJAMOS BEM, TEM UMA HISTÒRINHA QUE EU CONTO QUE É ASSIM:

    PRIMEIRO O HOMEM DESCOBRIU A ESCALA DIATÔNICA(NATURAL), DEPOIS O HOMEM DESCOBRIU A ESCALA CROMÁTICA(COMPLETA), COM ALGUMAS ESPECULAÇÃES DOS ACIDENTES MUSICAIS (#,b,TOMESEMITOM) ENTRE CADA NOTA NATURAL,A ESCALA DE NOTAS(TONS). DAI O HOMEM PEGOU A ESCALA DIATÔNICA NA ESCALA DE DÓ MAIOR (NA QUAL BASEIAMOS O ESTUDO DE TEORIA OU HARMONIA MUSICAL)…

    OU SEJA, O HOMEM PEGOU A ESCALA DIATÔNICA E DESCOBRIU MAIS ALGUMAS ESPECULAÇÕES NAS NOTAS MI, FÁ E SI, DÓ, ELE TAVA TOCANDO FÁ# SOLb E DÓ# RÉb DAÍ, ELE DESCOBRIU UM ERRO QUE DE ALGUM JEITO, SERÁ QUE DE OUVIDO ABSOLUTO(PRIVILEGIADO) OU POR ALGUMA TÉCNICA?? CREIO QUE DE OUVIDO PRIVILEGIADO,E CORRIGIU…

    PODEMOS ENTENDER ATÉ AGORA QUE O HOMEM JÁ DESCOBRIU QUE A ESCALA DIATÔNICA FUNCIONA DE TOM EM TOM SEM SINAL DE ALTERAÇÃO SÓ QUE ISSO NÃO ACONTECE PORQUE DO MI PARA O FÁ E DO SI PARA O DÓ TEMOS UM INTERVALO DE SEMI TOM. TENDO A ESCALA CROMÁTICA DESCOBERTA ONDE SEGUE A FORMAÇÃO DE ACORDES E ESCALAS DE LIGADURAS, TRANSPOSIÇÃO DE TONS,E A OITAVA MUSICAL QUE É A REPETIÇÃO DA PRIMEIRA…

    DAÍ, ENTROU NA MINHA HISTÓRIA, OS RITMOS, BATIDAS, OS COMPASSOS BINÁRIO, TERNÁRIO E QUARTENÁRIO, OS ANDAMENTOS E OS TÓQUINHOS (DEDILHADOS OU ARPEJOS) E AS TÉCNICAS DE LEGATOS, COMO HARME-ON, PUL-OFF, ESLIDE OU BERRANTE (NOME ERRADO), TRINADE, TREMULO, ETC…

    POR FIM,O HOMEM DESCOBRIU A TABALTURA UM MÉTODO INICIANTE OU PRÁTICO E A ESCRITA MUSICAL (CIFRAS OU PARTITURAS).

    CARO BRUNO,

    “MINHA DUVIDA NO MOMENTO TÁ SENDO MUITO DOGMÁTICA PRA MIM E DE GRANDE IMPORTÂNCIA PRO MEUS ESTUDOS DE VIOLÃO:

    PORQUE O CAMPO HARMÔNICO OBEDEÇE A SEQUÊNCIAS DE MAIOR, MENOR, MENOR, MAIOR, MAIOR, MENOR e -º (SEI QUE É NA ESCALA MAIOR, MAIS MINHA DUVIDA É ASSIM MESMO), SÓ POR QUE LEMBRA A MUSIQUINHA DAS NOTAS MUSICAIS??

    FAZ SENTIDO, MAIS PORQUE O HOMEM PEGOU A PRIMEIRA QUE DÁ NOME AO ACORDE A TERÇA QUE DIZ SE É MAIOR OU MENOR O ACORDE E A QUINTA QUE DIZ SE O ACORDE É AUMENTADO OU DIMINUTO??

  • José Flausino Pereira de Moraes

    Pessoal, primeiramente tudo de bom!
    Tem uma coisa que acho bastante interessante e lógica em harmonia: qualquer nota do acorde pode ser harmonizada por ele. Ex: CMaj7(9) tem a seguinte formação: Do Mi Sol Si Re; então, qualquer dessas notas se estiver na melodia será harmonizada pelo CMaj7(9.

  • Bruno Post author

    Olá Felipe. Campo harmonico é o conjunto de acordes formado por uma determinada escala. Você pode utilizar este conhecimento para harmonizar músicas sim. Tanto para compor como para descobrir a harmonia de uma música. Saiba mais seguindo este link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_harm%C3%B4nico . Um abraço.

  • Robson igor

    cara eu gostei muito de como vc colocou a harmonia de forma simplificada acima, pois bem, eu utilizaria o acorde de Bº para substituir o acorde de G/B eu acho que prapara melhor para o proximo acorde que é Am, mas como o negocio é simplificar o acorde de G resolve o problema, rs!!!

    Galera vai uma dica bacana, as simplificações é ótimo pra quem está começando a tocar, mas os acordes mais complexos da uma sonoridade muito boa para a harmonia!!!

    Parabéns pelo artigo, muito bacana!!!

    • Bruno Post author

      Olá Robson. Legal a tua dica também. Música é – e não é – uma coisa exata. Há regras. Mas há variações. Há opções. É aí que entra o conhecimento e talento do artista. Vale lembrar também que uma opção que fica muito bem numa determinada música, pode não funcionar tão bem em outra. Enfim… isso é música. Obrigado pela colaboração. Espero que continue visitando o blog e trazendo mais luz como o fez nesta oportunidade. Um grande abraço.

  • Leia

    Ola Bruno! Gosto muito do site e da maneira como explica,como o humor nas palavras por exemplo. Sou iniciante e como vc disse algumas coisas parece complicadas. As vezes consigo tocar alguma musica de ouvido, mas tenho duvidas em relaçao a sequencia dos acordes. Por exemplo;se começo tocar uma musica em “A” nao sei a sequencia desse acorde. Como posso aprender?? Desde ja agradeço pela oportunidade que nos da de aprender com vc.
    Obrigada.

    • Bruno Post author

      Olá Leia. Obrigado pelo comentário. Veja bem, como iniciante, não exija muito de você mesma. Vá devagar e sempre. Para saber mais sobre sequencias, inscreva-se no boletim acordes e receberá grátis a apostila Acordes em sequencia, que fala justamente sobre o que você quer. Além disso, periodicamente você receberá dicas e ofertas. Um grande abraço.

  • Samantha

    Oi Bruno, vou começar a fazer aulas de violão semana que vem. Eu só tenho 14 anos, mas desde mais jovem eu via meu pai tocando, eu ficava admirada com a forma que só de ouvir uma música, ele já tocava. É claro que eu não vou saber fazer isso. Mas eu estou muito interessada em aprender e pelo visto, vou ter que me esforçar mais do que eu imaginava. Será que você poderia me informar o tamanho do violão adequado para minha idade? Obrigada, grande abraço.

    • Bruno Post author

      Olá Samantha. Pela sua idade, pode comprar um violão de tamanho normal, não menor. A menos que você seja bem pequenina. Procure evitar os violões tipo dreadnought, que tem o corpo muito grande e podem dificultar um pouco. Se quiser conferir, temos alguns modelos em nossa loja: http://lojadeinstrumentos.com.br . Um grande abraço.

  • Caroline

    Pq vc escreve “dããã…”? Nao é obvio pra qm ainda nao sabe, isso parece falta de respeito, numa boa cara, nao tenho nada contra vc, pelo contario agradeço a oportunidade mas é a segunda vez q leio isso num artigo seu, nao é legal.

    • Bruno Post author

      Caroline, na boa também: porque você não presta atenção no que está lendo antes de comentar? Neste texto, o dããã… de óbvio foi porque aquilo a que eu me referia tinha acabado de ser explicado, criança. Não era óbvio porque qualquer um tinha que saber, era óbvio porque está bem ali no parágrafo anterior. Em nenhum lugar do meu blog você vai achar algo sequer chegando perto da falta de respeito com quem é iniciante. A prova está aqui mesmo. Eu estou respondendo isso. Um abraço.

  • Mirian

    Vc é ótimo Bruno! Suas explicações são muito boas!
    COmo posso saber as cifras que terei que tocar por exemplo se uma musica começa em C?

    • Bruno Post author

      Olá Mirian. Já dei umas dicas em seu outro comentário. Veja: se uma música tem a tonalidade C, você pode usar basicamente todos os acordes do campo harmonico de C (C, Dm, Em, F, G, Am, Bdim). Mas não há uma sequencia exata para qualquer música. Numa mesma música pode haver 3 sequencias diferentes, por exemplo. Mas há sequencias mais prováveis, como C, F, G ou C, Am, F, G. Com o tempo você vai acostumando-se a identificar que acorde vem a seguir, escutando a música. Um abraço.

  • Mirian

    Obrigdo Bruno!
    Achei que meu outro comentario não tivesse chegado até vc!
    Mas quanto a sequencia das posições, onde posso encontrar,existe um tipo de “tabela” pra estudar pra ter idéia doque vem antes e depois? Digo pra eu aprender oque se pode ser usado ou oque é provavel usar?
    Agradeço muitissimo pelo crinho com que vc trata certas dúvidas dãaaa!rsrsrs
    Mais uma vez obrigado!
    Abraço!

    • Bruno Post author

      Inscreva-se no boletim acordes e receberá a apostila acordes em sequencia, que fala exatamente disto. Já teve gente que reclamou do dããã… rerere! Sem perceber que coloco isso pra mim mesmo. Um grande abraço.

  • Mirian

    É…eu estive lendo, quando certas pessoas não prestam atenção noque lêem, acabam vendo coisa onde não tem! Dãaa….
    Quanto as apostilas…São gratuitas mesmo? É que não costumo mexer com essas coisas por internet, cadastrar ou comprar..então tenho que perguntar pq fico com duvidas…Abraço!

    • Bruno Post author

      Mirian, acabo de ver que você inscreveu-se na atualização do blog. Não é aí não. É no formulário da barra lateral, cujo botão diz “Envie-me as apostilas”, o botão grande azul.

  • Bruno Post author

    Olá, Mirian. Estas apostilas já foram distribuídas a milhares de pessoas. Se eu prometesse grátis e depois cobrasse, já teria sido linchado! Pode ficar tranquila, não há nenhum “trambique”. Você coloca seu nome e email e no mesmo instante recebe o download. Se depois não quiser receber mais email nenhum, basta cancelar a inscrição, sem nenhum problema. Isto se chama “Email Marketing”. E é levado a sério. É claro que tem gente por aí que faz coisas erradas, mas tenha certeza que aqui não é – absolutamente – o caso. Um grande abraço.

  • Mirian

    Ok..Mais uma vez obrigado pela atençao!
    Está me ajudando muito!
    Estou bem entusiasmada…Ja toco violão, mas olhando as cifras sempre…Acabei de mandar restaurar um violão que meu pai ganhou quando tinha 8 anos de idade..o violão tem 49 anos…Agora quero aprender mesmo e não decorar somente…Vou frequentar seu site sempre….E a gente se fala!
    Que bom existirem pessoas como vc..séria e que ensina de uma forma muita bacana…e ainda à distancia neh..Não é fraco!!
    Abraço!
    Muito obrigado!

    • Bruno Post author

      Valeu, Mirian. Continue com este entusiasmo e chega lá com certeza. Um abraço.

  • Wellington

    Olá ! obrigado por este post,só me ajuda em uma coisa, só pra ver se eu entendi; o campo harmônico é formado somente pelas notas quie obedecem a escala. tipo a de ré que é d,e,f#,g,a,b,c#. dessas notas saem os acordes harmônico?

    • Bruno Post author

      Olá Wellington. Exatamente, você matou a xarada. Campo harmônico de D = D, F#m, G, A, Bm, C#dim. Um grande abraço.

  • Wellington

    puxa,cara obrigado! vai parecer idiota, mas eu nunca tinha entendido, agora entendi,oura coisa eu tenho uma banda e quando por exemplo eu faço D, meu amigo diz vai jogar um Bm na outra guitarra pra forma uma harmonia, esta certo essa afirmação?grande abraço amigo!

    • Bruno Post author

      O acorde Bm é relativo de D, ou seja ambos têm as mesmas notas em suas escalas. Mas não creio que um tocar ré e outro si menor seja correto. Se o baixo estiver fazendo ré e o seu amigo tocar o si cheio, vai dar mistureba. Porém, se ele evitar as notas que destoam… repare como o Bm feito nas casas 2 e 3, tem as mesmas notas que o D nas cordas 1 e 2. Acaba dando certo, evitando a nota B mais grave (corda 5). Em determinadas situações não haveria problema, mas tocar assim sempre, creio que não.

  • jaime

    você tem video aula dedilhado no teclado
    se tiver por favor posta um no meu email (jaimeobrfe@hotmail.com)

    • Bruno Post author

      Olá Jaime. Não tenho este tipo de video, sinto muito. Quem sabe no futuro… Um grande abraço.

  • Wellington

    ola de novo , cara tenho uma curiosida muito grande, existem umas musicas que quando eu vou ver a cifra ela ta assim por exemplo, G D Em C, mas quando eu escut a parte que entra em D parece que a harmonia ta meio menor , tipo vc só escutando da impressão que eles tocaram um acorde menor, tipo a Stand By Me, quando entra o refrão se vc tocar um acorde maior não totalmente igual a musica pq parece que é maior mas tem alguem fazendo uma menor junto não sei se lgum tipo de harmonia entre os instrumentos, não entendo gostariar muito saber essas combinações. agradeço desde já!

    • Bruno Post author

      Olá Wellington. Pode ser harmonização mesmo. Algum instrumentista faz não exatamente um acorde menor, mas uma ou mais notas que harmonizam com as notas do acorde natural. Você pode ouvir isso nas músicas: Hotel California e More than a feeling. Aí no caso é harmonização de duas guitarras.

  • Luana

    Desculpe desviar um pouco o rumo da prosa, mas é que não sei ao certo onde encontrar o que procuro e tenho esperança de que possa me ajudar, já que faz isso com tanta boa vontade por aqui! rs
    Sinceramente, desisti de aprender a tocar instrumentos! Não levo muito jeito pra isso. O problema é que por este motivo não consigo finalizar minhas músicas! Melodia e letra sem HARMONIA só prestam para cantar no banheiro. Então aqui vai minha pergunta… Sabe algum espaço onde posso encontrar músicos capacitados e dispostos a fazer isso pra mim? Seria pago (espero que não muito caro rs). No Rio de Janeiro.
    Muito obrigada,

    Luana

    • Bruno Post author

      Olá Luana. Procure no cifraclub ( http://www.cifraclub.com.br/ ), há uma seção “forme sua banda”, talvez ajude. O Clube dos compositores tem seu próprio estudio de gravação e talvez também seja uma opção ( http://www.clubedoscompositores.com.br/ ). A outra solução seria arranjar um parceiro que seja músico. Que talvez você possa arrumar no Clube dos compositores. Um grande abraço.

  • lucas .A

    ai Bruno gostei muito me ajudou só que eu quero sabe de um negocio eu quero saber o campo harmonico de todas as notas que existe

    • Bruno Post author

      Olá Lucas. Basta você usar a tabela que está no artigo e seguir em frente, de meio em meio tom, para cada acorde. Um abraço.

  • Cecilio

    Nao ensinou nada e ainda fez umas piadas bizarras e estupidas, continua tentando kara…

    • Bruno Post author

      Olá Cecilio. Você conhece alguém que não entende nada e sempre coloca a culpa em quem ensinou? Ou também não entendeu essa? Um abraço.

  • André Rogério Bononi

    Olá, professor Bruno. Já me cadastrei em tantos sites para aprender violão e nem sei como me cadastrei no seu. Só sei que hoje, dia 25/07/2012, recebi um boletim e acessei o site. Que supresa!!! Das boas! Belo conteúdo. Mas, aí, lendo os artigos, percebi que comecei pelo meio e estou mais perdido que amendoim na boca de banguelo! Gostaria de verificar contigo por qual artigo devo começar, só lembrando que já toco violão, inclusive no grupo de missa aos domingos, mas fico realmente perdido com estas questões de harmonia, campo harmônio, sequencias e etc. Só consigo tocar se tiver as cifras escritas. Transpor uma música de cabeça ? Sem chance. Será que você poderia me ajudar indicando por onde começar para entender esta tal se harmonia ? Como saber quais acordes utilizar quando identifico a tonalidade em que uma música está ?
    Valeu e obrigado pelo excelente conteúdo.

    • Bruno Post author

      Olá André. O blog tem dicas esparsas, não aulas completas. Você vai encontrar dicas sobre harmonia, campo harmonico, escalas. Leia também o artigo “como cifrar uma música”. Mas o que você precisa é um curso intermediário, para estudar escalas, acordes, harmonia. Os acordes em músicas simples são facilmente identificáveis pelo campo harmonico. Mas a sequencia em que aparecem na música, depende de cada melodia. Um músico com estudo suficiente, bom ouvido e muita experiencia, consegue identificar rapidamente os acordes, escutando a melodia. Mas primeiro é preciso estudo. Um abraço.

      • André Rogério Bononi

        Olá, Bruno.
        Obrigado pela atenção e pelas dicas. E você teria este curso intermediário disponível ?
        Ou algum pra me indicar ?
        Ou, ainda, você aconselharia aulas com um professor, à moda antiga? Aulas presenciais e com supervisão de um professor de alto nível ?

        Abraços!

  • Felix

    Ola Bruno, hoje entrei no lugar certo haha, então os acordes maiores sempre seguem a escala diatônica com as regras que você mostrou(Menor ou Maior), e para fazer as variações você usa as notas da mesma escala? E onde posso achar isso para os acordes menores?

    • Bruno Post author

      Olá Felix. Para achar os acordes da escala menor é muito fácil. Procure pela escala relativa. Por exemplo: Escala de C = C,D,E,F,G,A,B Acordes = C, Dm, Em, F, G, Am, B°. Escala relativa de C = Am Acordes = Am, B°, C, Dm, Em, F, G . Basta saber que a escala relativa menor começa da sexta nota da escala maior. Um abraço.

Comments are closed.